half banner
Coberturas e Entrevistas
feed   Você está em: Coberturas e Entrevistas de Teatro
A+ | a-
Rosamaria Murtinho na peça Isaurinha Garcia
Publicado em: 19/11/2011 pela equipe do Brasília Web

Rosamaria Murtinho na peça Isaurinha Garcia

A peça começa em 1938, quando Isaurinha enfrentou o pai e passou a tentar a sorte como cantora em programas de calouros nas rádios.

   

Para contar os altos e baixos na carreira (e na vida pessoal também) de Isaurinha Garcia, produziu-se um espetáculo grandioso, que conta com 76 personagens interpretados por 15 atores, além de 120 figurinos e 15 números musicais, todos tocados ao vivo. Rick Garcia, neto da cantora e produtor do espetáculo, anuncia que em breve, será lançado uma caixa comemorativa com todos os trabalhos de Isaurinha Garcia em CD.

A peça começa em 1938, quando Isaurinha enfrentou o pai e passou a tentar a sorte como cantora em programas de calouros nas rádios. Antes de conquistar uma série de títulos, entre eles o de "rainha do rádio paulista", a cantora chegou a ser “gongada” algumas vezes.

Enquanto a carreira seguia, Isaurinha penava na vida pessoal, repleta de amores turbulentos. "Soube, por exemplo, que, no final da carreira, ao saber da morte de Walter Wanderley, seu segundo marido, Isaurinha abriu o berreiro e se agarrou à geladeira. Foi preciso chamar a polícia para tirá-la dali", lembra Rosamaria. E completa: "Como boa escorpiana, também sou muito passional. Muitas mulheres vão se identificar com Isaurinha."

Concebido por Alexandre Murucci, o cenário abarca toda a vida de Isaurinha Garcia. Portanto, passa por uma série de transformações no decorrer do espetáculo, que abrangem as décadas de 30 a 90. O figurino também recebeu atenção especial quanto à temporalidade. A atriz Taís Araújo também participa do espetáculo. Interpreta Cecília, melhor amiga de Isaurinha. "A amizade das duas era uma coisa fora de série. Cecília foi a primeira pessoa a dar apoio no começo de sua carreira. Depois disso elas não se separaram nunca mais", diz Taís. "E era incrível vê-las, pois Isaurinha vivia circulando com uma amiga que era negra -- isso na década de 40, onde o preconceito reinava", completa Murtinho.

Com base em farto material de pesquisa, tanto biográfico como referente à época em que Isaurinha viveu. Os personagens transitam pelo bairro paulistano do Brás, ocupado principalmente por imigrantes italianos, espanhóis e portugueses, pelos bastidores da Rádio Record. Sem falar nas casas noturnas onde os artistas da época se apresentavam. Essa panorâmica confere ao espectador uma visão geral do universo em que Isaurinha viveu - suas glórias, seus amores e desamores.

A consagrada atriz Rosamaria Murtinho, concedeu entrevista ao Mega Portal Brasília Web. Confira!

BW – De quem partiu a idéia de montar esse espetáculo?

Rosamaria – Foi do neto dela, o Rick Garcia. Ele já tinha mostrado o texto para várias atrizes, mas quando eu li, fiquei apaixonada e disse: eu aceito!.

BW – Você em algum momento se identificou com a Isaurinha Garcia?

Rosamaria – Com algumas coisas sim, em outras não. Acho que me identifiquei bastante foi com a determinação dela, porque sou uma pessoa determinada.

BW – Sendo um musical, quais são maiores preocupações em relação a voz, uma vez que a Isaurinha foi conhecida como a 1ª Rainha do Rádio?

Rosamaria – Cuido muito da voz, procuro não abusar dela nos dias de espetáculo. Por volta das 4 horas da tarde, paro de falar ou falo bem baixinho para não ficar rouca, dentre outros cuidados importantes, como tomar nada gelado, etc.

BW – Para você quem foi Isaurinha Garcia?

Rosamaria – Uma mulher a frente de seu tempo, que viveu amores e desamores, tapas, muitos beijos na boca, uma pessoa emotiva e guerreira que, enfim, viveu intensamente.

Reportagem: Renata Pantoja
Fotografia: Luiz Carlos Gomes


Leia mais sobre: Coberturas e Entrevistas de Teatro

4 Registros: - Exibindo 1 de 1 - Primeiro - Anterior  - |  1 |  -  Seguinte Final

Desenvolvido por: Logo PortalBSB © 2000/2019 - Portal BSB Soluções em Internet | Certificado de Acessibilidade validado pela W3C na modalidade máxima WAI-AAAA e WCAG 1.0 | Certificado de Acessibilidade do código CSS validado pela W3C | Certificado de Acessibilidade validado pelo Acesso Brasil